ESPINHEIRA SANTA

Nome Técnico: Maytenus ilicifolia Mart. ex Reiss.
Nomes Populares: Espinheira-santa, Cancorosa, Erva-cancerosa, Erva-santa
Árvore ou arbusto de grande porte, com ramos a partir da base do tronco, que pode atingir de 4 até 5,0 m de altura.
Folhas pecioladas, coriáceas, elípticas, margens com espinhos distribuídos na borda, dando assim seu nome, mais numerosas da metade para a ponta.
As flores são pequenas, brancas e sem expressão.
Encontramos a mesma espécie com folhas variegadas. Na base da flor existe um disco nectarífero que atrai vespas e formigas, que realizam a polinização.

MODO DE CULTIVO

O solo ideal de cultivo é aquele com bom teor de matéria orgânica, argilosos e bem drenados. Usar na cova de plantio cerca de 3 kg de adubo animal de curral bem curtido e composto orgânico.
Tutorar a muda para que se desenvolva ereta. Regar após o plantio e nos próximos dias, posteriormente espaçar as regas.
A propagação também poderá ser feita ainda mais por sementes, colocando-as em substrato preparado de areia e terra, já nos sacos de cultivo. Semear, regar e cobrir com plástico até a emergência.
Deixar em viveiro protegido. Logo após a emergência colocar composto orgânico misturado a adubo animal bem curtido.
Regar.
A melhor temperatura para a germinação fica em torno de 20 a 30ºC.
O peso de sementes de espinheira santa é de 99,1 g para 1000 unidades.
Semear na primavera e somente então após 4 meses levar para canteiro com.
O espaçamento recomendado é de 1,0 x 2,50 m, para um bom desenvolvimento da copa.
A adubação de reposição deverá ser feita anualmente no inverno.
As regas devem ser regulares e frequentes até os 2 primeiros anos, depois então somente em épocas de estiagem.
A cobertura vegetal com ervas aromática ou leguminosa pode ser praticada numa consorciação rentável e que diminui a incidência de inços.

BENEFICIOS DA ESPINHEIRA SANTA

Ela possui uma coleção de propriedades, entre as quais se destaca a epigalocatequina, que possui ação cicatrizante.
Este cha é usado em casos de ulcera, por ter o poder cicatrizante, os taninos da planta controla a produção do acido clorídrico sendo responsável por ferir o tecido estomacal, e tem propriedades analgésica aliviando dores e desconfortos intestinal e estomacal,por isso, seu consumo é aliado de tratamentos para esse tipo de problema. 
Os taninos da planta diminuem a secreção do ácido clorídrico pelas células do estômago e assim, alivia o desconforto da gastrite, agindo na parede estomacal e assim cicatrizando-a.
Os ácidos tônicos e silício possui ação anticéptica, por isso o poder cicatrizante, ótimo também para uso cosmético como óleo para acalmar a pele.

MODO DE PREPARO e COMO TOMAR O chá

Para prepraro de 600ml você vai precisar de três colheres de sopa da folha seca
Modo de preparo:
Antes de mais nada pique as folhas com suas mãos com muito cuidado para que não fure suas mãos as
bordas da folha tem umas pontinhas que pode cortar,quando estiver cortando vibre sua energia no o propósito desejado pedindo para que as propriedades da planta atuem em seu organismo e faça o seu trabalho cuidando e levando o seu incomodo.
Coloque a água no fogo e quando começar a abrir fervura coloque as folhas e tampe e deixe descansar por um 10 min.
Coe e tome em jejum , 30min antes do almoço e entes de dormir.
Dica de utensílio nunca use alumínio, pois o contato pode alterar as propriedades do chá.
Portanto indico vidro ou caneca esmaltada, ou ate mesmo de ferro .
Este cha é contra indicado para mulheres que desejam engravidar, e para lactantes.
Nunca substitua os medicamentos caso faça uso constante sem conhecimento do seu medico, não existe contra indicação do uso deste cha enquanto uso de remédios, é um tratamento fitoterápico .

espinheira santa por VALDENIA CABRAL
espinheira santa por VALDENIA CABRAL

O Plexo Solar

Agora trago a você a causa deste desconforto que te atormenta, se você procura esta erva medicinal como tratamento, é por que está com problemas, e como podemos curar este mal para que nunca mais ele volte? Cuidando da nossa essência, os chakras.

Chakras são centros de energias que regem nossa estabilidade física, espiritual, intelectual bem como a emocional. Através deles podemos receber informações de como andam nossas emoções, e até mesmo prevenir de qualquer doença, como uma antena captando, recebendo e enviando sinais energéticos. A espinheira santa é uma erva que age principalmente no nosso estômago, um orgão muito ligado ao chakra do plexo solar.

Dentre os três chakras físicos que possuímos em nosso corpo, o plexo solar é o ultimo deles o 3º do sétimo chakra, assim é responsável pela nossa atitude, e motivação, a relação conosco e com as outras pessoas, é o chakra da auto expressão, nos mostra a relação da vontade com o poder.

Nome Sânscrito: MANIPURA: Representa a coesão , relacionado com a capacidade de amar a vida. Este chakra em equilíbrio nos traz paixão, desejo em todos os sentidos, amor, alimento  e poder pessoal.

Em seu desequilíbrio a pessoa fica mais suscetível a energias ruins, sem foco, problemas estomacais, figado, falta de controle financeiro.
Sua cor é amarelo e verde
Pedra: Citrino, olho de tigre, calcita mel 
Elemento: Fogo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *